Brasil supera Itália e se torna 8º economia do mundo

O Brasil iniciou 2024 com um marco importante: o PIB cresceu 0,8% no primeiro trimestre, ultrapassando a Itália e retomando a posição de 8ª maior economia do mundo, segundo a Austin Rating. O país movimentou R$ 2,7 trilhões entre janeiro e março, impulsionado principalmente pelo setor de serviços (+1,2%) e investimentos (+3,4%), com destaque para a construção civil, que avançou 5,7% no período.
O agronegócio, pilar da economia brasileira, também contribuiu para o resultado positivo, apesar de uma leve queda de 0,1% no trimestre. O desempenho brasileiro superou todas as economias da Europa Ocidental e a maioria dos países da América do Sul, ficando atrás apenas do Chile (1,9%) e da Colômbia (1,1%).
Essa ascensão reflete a retomada da economia brasileira após a pandemia, com forte recuperação em 2021 (5%), 2022 (3%) e 2023 (2,9%). As previsões para 2024 indicavam um crescimento em torno de 2%, mas podem ser revisadas devido aos impactos das enchentes no Rio Grande do Sul, importante polo agrícola do país.
Historicamente, o Brasil já ocupou a 7ª posição entre as maiores economias do mundo, entre 2010 e 2014. A retomada dessa posição demonstra o potencial do país e as oportunidades de investimento em setores como serviços, construção civil, agronegócio, tecnologia e logística.
A GSA, com sua expertise em consultoria estratégica, está pronta para auxiliar empresas que desejam explorar o mercado brasileiro, oferecendo soluções personalizadas para cada etapa do processo de investimento.