Brasil x Itália: análise comparativa das economias

Brasil e Itália são países com economias expressivas e importantes laços históricos. No entanto, existem diferenças significativas em escala e potencial de crescimento:
●     População: O Brasil possui uma população de 215 milhões de habitantes (World Bank), mais de 3,5 vezes a população da Itália (58,8 milhões – World Bank).
●     Dimensão Territorial: A área do Brasil (8,5 milhões km² – World Bank) comporta mais de 28 vezes a área da Itália (301 mil km² – World Bank).
●     PIB – Em 2023, o PIB do Brasil atingiu US$ 2,08 trilhões, um crescimento de 2,9% em relação a 2022, segundo dados do Fundo Monetário Internacional (FMI). Já o PIB da Itália totalizou US$ 2,18 trilhões no mesmo ano, com um crescimento mais modesto de 1,0% (FMI).
Apesar de a Itália ainda ter um PIB nominalmente maior, a diferença entre os dois países vem diminuindo nos últimos anos, principalmente devido ao crescimento mais acelerado do Brasil. Essa tendência indica que o Brasil está se tornando uma economia cada vez mais relevante no cenário global, com potencial para ultrapassar a Itália em breve.
O crescimento do PIB brasileiro em 2023 foi impulsionado principalmente pelo desempenho do setor de serviços, que representa cerca de 70% da economia do país. A agropecuária também teve um papel importante, com destaque para as exportações de soja, carne e outros produtos agrícolas.
Já o crescimento da Itália em 2023 foi mais moderado, devido a fatores como a crise energética na Europa e a alta inflação. O setor industrial italiano, que é um dos pilares da economia do país, enfrentou dificuldades devido ao aumento dos custos de produção.
A GSA atua como um catalisador para o desenvolvimento de projetos conjuntos e a criação de novas oportunidades de negócios entre Brasil e Itália, aproveitando o crescimento acelerado da economia brasileira e a expertise italiana em setores-chave.
CTA SITE
Quer saber mais? Entre em contato: markets@gsaadvice.com.br.
Fontes: Fundo Monetário Internacional (FMI) – World Economic Outlook Database (outubro de 2023)